Enter your keyword

Escola Secundária com 3º Ciclo D. Dinis – Coimbra (R. Adriano Lucas – 3020-264 Eiras – Coimbra)

1. WHO
KEY PEOPLE AND ORGANİSATİONS

School Name : Escola Secundária com 3º Ciclo D. Dinis – Coimbra (R. Adriano Lucas – 3020-264 Eiras – Coimbra)

Key Person Name : Augusto Fonseca Nogueira

Web Page : esb3-ddiniscoimbra.ccems.pt

E-mail Address* : esddiniscbr@gmail.com

KEY FİGURES

Total Student Number : 700

Migrant Student Number :18

Total Teacher Number : 70

Guidance Teacher Number : 3

2. WHY

Reason For Taking The Network : A escola diferencia-se como sendo inclusiva porque é triplamente periférica: geográfica, social e escolarmente. Assim: - escola periférica que alberga os alunos da periferia norte da cidade, zona mais desfavorecida da cidade, onde 60 % dos alunos do ensino básico e 35% do ensino secundário são subsidiados; - escola que tem uma percentagem de 8% de alunos institucionalizados (centros de acolhimento temporário de jovens e lares de acolhimento de jovens); - escola onde funcionam cursos como PIEF e PCA, sendo que o primeiro se destina a jovens que estão no limiar da vida marginal, caraterizando ambos o perfil de alunos( alunos com repetências no seu trajeto escolar, com mais de 15 anos, em abandono ou em risco de abandono escolar, recomendado pela CPCJ ou outras entidades tutelares, etc.) - escola que acolhe 12% de alunos com necessidades educativas especiais, 83 no total, onde funcionam duas unidades estruturadas de ensino: autismo e multideficiência.

Issues And Challenge : - progressivo aumento das situações descritas; - envelhecimento da classe docente;

3. HOW

Methods / Steps / Tools Used : -Em primeiro lugar, a preparação do pessoal docente e não docente, onde valores como a disponibilidade e a sensibilidade sejam o ponto de partida e o aluno sinta um ambiente familiar e acolhedor. -Depois, a preparação dos pares, dos outros alunos, de forma a aceitarem e a relacionar-se com a “diferença”; -Procura das respostas e das melhores metodologias pedagógicas adequadas a cada situação; -Canalização de recursos para além dos já afectos. Por exemplo, na educação especial, para além dos docentes da educação especial, são atribuídas horas da componente não letiva dos docentes para trabalho direto com os alunos. Caso de professores das áreas tecnológicas, de modo a desenvolver as destrezas manuais dos alunos, da educação física, para desenvolvimento motor, das ciências naturais para, aproveitando-se os espaços da escola, os alunos conheçam melhor a natureza. -Para desenvolvimento da autonomia futura, quando saírem da escolaridade obrigatória, criou-se uma cozinha, onde aprendem a cozinhar, instalou-se uma cama para aprenderem a fazer a cama… -Estabelecimento de parcerias com empresas, no âmbito dos PITs (plano de Transição para a Vida Ativa), onde os alunos fazem pequenos estágios. Não sendo a inclusão de migrantes refugiados uma das nossas caraterísticas, pois as nossas inclusões são de outros níveis, todas s inclusões passam: - diagnóstico das situações; - identificação da identidades (diferenças) de cada um; - planeamento do trabalho a desenvolver; - avaliação dos recursos e encaminhamento dos mesmos; - monitorização dos processos e dos resultados; - reconfiguração do trabalho se for preciso; - avaliação dos resultados.

4. REFLECTION

Lessons Learned : No dia em que deixar de acreditar na educabilidade de todos os jovens, desisto de ser professor.

Challenges Met : -Conceito de e papel da escola: -Mentalidade vigente relativamente ao papel da escola onde há demasiada preocupação com resultados académicos; -Escola que precisa de se redefinir: conceito do século 19, docentes e sociedade do século 20, mas a preparar jovens e uma sociedade para o século 21. -A sociedade: -a falta de confiança na escola e nos profissionais; -a “baralhação” quanto aos papéis dos pais/encarregados de educação e a transferência para a escola de problemas que os mesmos devem e têm de resolver; - a transferência para a escola de resolução de muitos problemas que a escola até pode aceitar como novos desafios educativos, mas para os quais não tem capacidade de resposta (nem preparação, nem meios).

Critical Success Factors : -Mudança de mentalidades e interiorização do papel da escola do século 21; -Concertação alargada (políticas, pais, alunos, docentes, associações, etc) quanto ao que se pretende e ao que deve ser o papel da escola.

No Comments

Post a Comment